Mauro Dias Meneses de 64 anos, morreu ontem de infarto, depois de se irritar por dias seguidos com o corretor ortográfico de seu iPhone.

O aposentado do Banco do Brasil atingiu o ápice do nervosismo por estar sempre escrevendo aquilo que não gostaria.

Tentou escrever “viagra”, o corretor mudou para “coages”, escreveu “corrimão” e o aparelho substituiu para “cortina”.

Irritado, tentou escrever “foda”, mas o corretor modificou para “fofa”. Depois de jogar iPhone no chão e quebrá-lo, Mauro passou mal.

Sua mulher chamou a ambulância, mas ele já deu entrada no hospital morro. Digo, morno. Isto é, MORTO!

(Desiree Aparecida, pelo IPhone)

Esta eu ví no Sensacionalista com algumas modificações feitas por mim.