Essa é uma notícia que já era esperada há algum tempo. No último trimestre, o número de smartphones vendidos mundialmente rodando o sistema operacional Android hoje é de aproximadamente 17,2% enquanto a Apple possui 13% do mercado.

Nos Estados Unidos, o Android já superou a RIM do Blackberry e se tornou líder no mercado. O crescimento do Android tem números impressionantes, mas eu acredito que apesar de criarem a competição entre Android e iPhone, não há como comparar os modelos de negócios da Apple e do Google.

O modelo utilizado pelo Android prevê a pulverização da plataforma em diversos aparelhos e operadoras, tanto que é lançado um aparelho com Android a cada semana, eu até me perco um pouco.

Como o Google não ganha dinheiro vendendo aparelhos nem licenciando o sistema operacional, claramente ele busca a liderança no market-share para exibir seus anúncios em seus serviços, capturar as preferências e assim ganhar dinheiro.

Já a Apple visa ter todo o controle da experiência do usuário ao integrar o hardware e software de maneira exemplar e oferecer aplicativos e serviços por trás da plataforma, ela busca incentivar os consumidores a comprar o aparelho. (E ser sugado pelo sistema Apple)

Uma pesquisa da Nielsen mostrou que ter um iPad torna o usuário 2x mais propenso a adquirir um iPhone do que um que não possui o aparelho, 85% dos consumidores que já tem um iPhone, mas não um iPad, só o trocaria por nova geração do aparelho e 91% das pessoas que possuem a dupla iPhone/iPad, só troca seu smartphone por outro da Apple. Sem dúvida, conseguir reter os clientes desta forma é uma situação muito favorável para qualquer empresa.

Não existe o modelo correto, cada uma faz o melhor de acordo com suas características. O modelo da Apple está, até o momento, dando certo, pois este ano apesar de representar apenas 3% dos smartphones do mundo, ela obteve mais lucro que todas as outras fabricantes juntas, como mostra o gráfico abaixo.

Existe o fato de que as outras empresas têm vários aparelhos, enquanto a Apple tem apenas um. Claro, pode existir um aparelho isolado em alguma dessas empresas que renda mais que o iPhone, mas eu não acredito. Sim, os smartphones Android estão vendendo super bem, mas utilizo o mesmo argumento acima. Isoladamente, comparando aparelho com aparelho nenhum atingiu a marca de 1,7 milhão de aparelhos vendidos nos primeiros 3 dias após o lançamento, como aconteceu com o iPhone 4.