O iOS4 trouxe muitas funções aguardadas há muito tempo como a multitarefa, as pastas, possibilidade de editar as listas de musicas diretamente do iPod.app, entre varias outras. Mas uma função em especial, está ganhando espaço entre as mais utilizadas por mim.

Ela é o Seletor de Aplicativos, que promove a troca rápida entre eles “Fast App Switching” que não é exatamente multitarefa, embora esteja classificada como uma das APIs da função pela Apple.

Ao apertar duas vezes o botão home, surge a barra dos aplicativos em dois estados:

  1. Os que estão realmente executando algo em Multitarefa, que são apenas os que têm habilidade para tal, de acordo com aquelas outras 6 APIs permitidas pela Apple (áudio, VoIP, localização, notificações Push, notificações locais, conclusão de tarefas).
  2. Os que estão em estado de pausa, para uma inicialização mais rápida que a habitual, sem as imagens e rotinas de abertura e etc.

As duas funções funcionam em aparelhos de 3ª e 4ª geração, nos aplicativos que já foram atualizados fazê-las funcionar no iOS4. Não basta ser compatível com esta versão do firmware, o aplicativo deve ter passado por mudanças no código para implementá-las.

Os demais aplicativos, apesar de ficarem na barra como os últimos a terem sido usados, não têm nenhuma função. Eu espero que os desenvolvedores tornem logo seus apps compatíveis, pois já se tornou algo em que estou viciada. Só fico pensando em qual será a vida útil do meu botão home, usando-o deste modo…

Depois que você utiliza os aplicativos com a função já estabelecida, percebe o quanto a troca de aplicativos fica mais fluída. Por exemplo, se você esta lendo um feed – ou jogando Tap Tap Revenge – e quer ver rapidamente algo no seu Twitter/E-Mail ou vice-versa você precisaria sair do app, abrir o seguinte, esperar ele inicializar, chegar ao ponto que procurava e depois voltar para o app anterior. No caso do jogo, ao retornar, começaria a fase de novo. Outra alternativa seria esperar e fazer uma coisa de cada vez.

Agora, no iOS4 com as funções que mencionei você está no feed ou jogo aperta 2x o home, vai até o Twitter/E-Mail/etc aperta 2x o home e já estará lendo o texto/jogando exatamente de onde parou. O tempo que economizamos é perceptível, não tem espera nem demora.

Só que essa facilidade tem um custo e explica porque essa função não foi adotada em aparelhos de gerações anteriores à 3ª. Há um consumo, embora pequeno de memória, que salva os estados dos aplicativos para a inicialização rápida. Fiz um teste com o SBSettings que mostra os processos do aparelho. Com o iPhone 3GS, que possui 256 MB de memória, recém ligado, tive 122MB de memória livre como pode ser observado na imagem ao lado.

Fui lançando alguns aplicativos, 5 no total, alguns já compatíveis às funções e saindo deles para que ficassem na barra.

Decidi então abrir alguns apps, 5 no total, alguns já compatíveis às novas funções e depois fui saindo deles para que ficassem na barra e o resultado foi que a memória do meu aparelho caiu para 80MB.

Depois fui fechando todos os processos abertos um por um pelo SBSettings e assim que você fecha cada processo aberto o SBS já vai mostrando mais e mais memória livre até que com apenas 2 aplicativos, o aparelho voltou a ter 113MB de memória livre.

Neste ultimo caso, mesmo fechando o processo, o app continua na barra seletora, mas ao abri-lo, ele volta ao estado de inicialização normal. Isso explica porque Steve Jobs resolveu tirar esta função dos aparelhos de 2ª geração que possuem 128MB de memória. Usar este recurso em um aparelho que possui “pouca memória” pode comprometer o funcionamento mesmo, caso a pessoa use o aparelho sem ficar fechando os apps a força pela barra seletora.

Não vou entrar aqui em questões de oferecer escolha ao usuário e etc, porque em todos os casos, se a Apple acha que algo vai comprometer o uso do aparelho, por uma pessoa sem pretensões de querer fuçar muito no aparelho, ela simplesmente remove a função e pronto. Mas agora sabemos que a questão da remoção destas funções não foi apenas comercial.

Pra finalizar, se você quiser saber quais apps são compatíveis com as novas funções, a Apple disponibilizou na App Store uma lista de apps que já estão adaptados ao iOS4.